Notícias Hotelaria Profissional
Newsletter
Cadastro Newsletter
Busca
PUBLICIDADE
Banner topo Cozinha Profissional HP Anuncie
Cozinha Profissional
Divulgação
15/05/2017 - 11h01
Palácio Tangará é inaugurado em São Paulo
Cercado pelo verde do parque Burle Marx, novo hotel chega ao mercado como opção diferenciada de hospedagem


Com sua excepcional localização no coração da capital financeira do Brasil – São Paulo – o Palácio Tangará abriu suas portas em 10 de maio de 2017. Cercado pelo Parque Burle Marx, cujos jardins foram projetados pelo mundialmente reconhecido paisagista homônimo, o hotel oferece 141 espaçosos apartamentos – sendo 59 suítes – todos com vistas para a vegetação exuberante do parque.

O Palácio Tangará, cujo nome é uma homenagem ao ``Tangará da Amazônia´´ (Tangara Chilensis), um pássaro multicolorido da fauna brasileira, também conta com nove salas de reunião privativas, sendo um salão de festas com terraços voltados para o parque e capacidade para atender 530 convidados. O centro fitness e o spa contam com seus próprios jardins e também haverá uma piscina interna e outra externa, bem como um kid’s club.

Segundo Frank Marrenbach, CEO da Oetker Collection, ``Desde a fundação da Oetker Collection, sempre escutamos atentamente a nossos mais leais hóspedes para tentar identificar os destinos de sua preferência. Por isso hoje, é com muito prazer que anuncio nossa expansão nas Américas. Com o Palácio Tangará damos continuidade à expansão de nosso portfólio ao mesmo tempo em que nos mantemos fiéis à nossa promessa – não somente inaugurar novos hotéis, mas criar verdadeiras `obras primas´. Aqui os hóspedes poderão vivenciar os altos níveis de qualidade e serviços oferecidos pela Oetker Collection, aos quais estão acostumados e também poderão confiar que proporcionaremos a eles uma sensação de familiaridade muito especial´´.

Philippe Perd, Diretor Executivo de Desenvolvimento de Projetos (CPDO) da Oetker Collection, que passou o último ano dando suporte ao projeto, comentou que o Palácio Tangará é o primeiro verdadeiro hotel masterpiece de São Paulo, um estimado acréscimo à Coleção da grife.

Celso David do Valle foi indicado por Frank Marrenbach, CEO da Oetker Collection, para ocupar o cargo de Diretor Geral do Palácio Tangará. O chef de cozinha renomado mundialmente, Jean-Georges Vongerichten, é o responsável pelas experiências gastronômicas do hotel que contará com um restaurante autoral, mesa do Chef, bar, adega, lobby e lounge bar, todos com terraços externos.

A história

Um verdadeiro oásis na vibrante paisagem urbana de São Paulo, o Parque Burle Marx oferece uma grande variedade de cenários naturais; seus 108 mil metros quadrados de vegetação exuberante e espelhos d’água são lar para uma enorme variedade de plantas nativas da Mata Atlântica e espécies exóticas de pássaros. Porém, talvez sua característica mais marcante não seja a flora, mas sim a estética autoral impressa no parque por Roberto Burle Marx, o homem cujo nome é sinônimo de arte em arquitetura e paisagismo. Usando o terreno do parque como sua tela, o brasileiro criou visuais modernos e vanguardistas utilizando o material mais atemporal que existe: a própria natureza.

``Um jardim é um complexo de estética e intenções plásticas´´, disse ele uma vez. ``E a planta é, para um paisagista, não só uma planta – rara, incomum, normal ou quase em extinção – mas é também uma cor, uma forma, um volume ou um arabesco em si mesma´´.

E certamente, Burle Marx estava intimamente conectado com este meio vivo através do qual ele se expressava. Como ativista e ecologista, ele foi um dos primeiros a chamar atenção para a necessidade de preservação das florestas tropicais; como colecionador, frequentemente visitava o interior do Brasil e suas florestas em busca de espécies raras de plantas (acredita-se que existam cerca de 50 plantas diferentes que receberam seu nome em homenagem ao paisagista). Entretanto, é surpreendente que não foi no Brasil que este carioca de nascimento descobriu sua paixão pelas plantas locais. Na verdade, foi durante uma visita a um jardim botânico em Berlim (onde estava estudando técnicas de pintura e aquarela) em 1928 que Burle Marx desenvolveu seu fascínio pela flora de seu país de origem. Foi também na capital alemã que foi apresentado à sua estética modernista, encontrando grandes influências no movimento Cubista e no Abstracionismo.

Pioneiro e inovador em seu estilo, a natureza gráfica e assimétrica de seus projetos paisagísticos, além da utilização de plantas exóticas, o distinguiam grandemente do paisagismo clássico europeu dominante quando ele começou sua carreira. Outras características distintas dos jardins de Burle Marx incluem o contraste entre matizes e texturas – sucintamente capturado por seus padrões de xadrez – e a presença de painéis geometricamente azulejados. Sua marca registrada de formas curvilíneas pode ser vista em diversos espaços públicos como o parque do Aterro do Flamengo e a calçada da Avenida Atlântica, no Rio de Janeiro e os jardins do Palácio do Itamaraty, em Brasília. Mas sua singular visão artística era também altamente expressada nos diversos jardins particulares cujos projetos foram confiados a ele.

Antes de se tornar um espaço de lazer da cidade de São Paulo, o próprio Parque Burle Marx foi um jardim particular na década de 40 quando o empresário e magnata Baby Pignatari construiu uma casa para sua noiva em sua propriedade, a Chácara Tangará, e confiou o projeto paisagístico a Burle Marx. Por fim, quando o casal se separou, a propriedade permaneceu intocada por vários anos até a década de 90, quando – em razão de sua imensa cobertura vegetal, floresta nativa e presença de elementos remanescentes do projeto de Burle Marx – ela foi convertida no parque que existe hoje.

Este pedaço de paraíso agora serve de cenário para outra obra de arte: o primeiro hotel masterpiece da grife Oetker Collection na América do Sul, o Palácio Tangará. Sérgio Santana, o paisagista do hotel descreve o projeto paisagístico do hotel como um ``elegante jardim que faz a transição entre sua arquitetura e a Mata Atlântica nativa do Parque Burle Marx Park ao seu redor´´. Sob a supervisão do Diretor Geral, Celso David do Valle, o projeto foi confiado aos escritórios de arquitetura B+H Architects, William Simonato Arquitetos Associados, PAR Arquitetura e Anastassiadis Arquitetos. Luiz Ricardo Bick e William Simonato da Bick Simonato Design de Interiores e a arquiteta Patricia Anastassiadis descrevem como os espaços serenos, os deslumbrantes arredores, e a energia contagiante de São Paulo foram combinados para fazer do hotel um refúgio irresistível.

 


Fonte: Assessoria de Imprensa - 15/05/2017
Untitled Document
Editora Nova Gestão Ltda. | Tels.: (11) 3562-3166 | (11) 3562-3170


Site desenvolvido por Lucia Cavalcanti